Você está em: Notícias»SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA RURAL PRESTA ESCLARECIMENTOS NA CÂMARA

SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA RURAL PRESTA ESCLARECIMENTOS NA CÂMARA

SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA RURAL PRESTA ESCLARECIMENTOS NA CÂMARA
DÉCIMA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA: - 15 de março de 2021- PRIMEIRO ORADOR: Antônio Raimundo Andrade – Secretário Municipal de Infraestrutura Rural – Reconvocado pelo ofício nº 225/2021. ASSUNTO: Usará a tribuna para prestar esclarecimentos relacionados aos serviços executados na zona rural e sobre o planejamento de futuros serviços, conforme Requerimento nº 234/2021, aprovado por unanimidade dos votos presentes, em 22 de fevereiro de 2021, proposto pelo vereador CLODOALDO JOSÉ DE PAULA e subscrito pelos vereadores ADILSON JOSÉ DA SILVA e EDERSON DE SOUZA DA SILVEIRA. .............. Questionado por CLODOALDO JOSÉ DE PAULA sobre a reconstrução da Ponte da Lavrinha, o secretário relatou que está prevista para o local uma obra de cerca de cinquenta mil reais. Os trabalhos serão iniciados com o término das chuvas e do processo licitatório para aquisição dos materiais de construção. O vereador perguntou ainda sobre a Ponte de Ferro, e Andrade esclareceu que necessita de uma mão de obra especializada e também está em licitação. O edil recordou um anteprojeto de sua autoria que propunha ao Executivo receber cascalho por meio de um convênio com os proprietários de jazidas. A matéria foi aprovada na Câmara, mas não saiu do papel. O orador disse que irá se informar sobre essa possibilidade, contudo, adiantou que a proposta deve atender às normas ambientais. ROSON LIMA SOUZA quis saber mais detalhes sobre a obra da Lavrinha. Ele indagou se a Secretaria tem estrutura para fazer uma fundação no meio da ponte e sugeriu a utilização de mãos-francesas como alternativa ao paredão central. O edil disse ainda que procurará um operário que tenha trabalhado na construção da passagem, para que ele possa fornecer mais detalhes sobre sua formação. O parlamentar SIRLEY CLÉCIO DA SILVEIRA pediu ao secretário que apresentasse um balanço sobre a composição e a estrutura da sua pasta. Antônio contou que conta com duas patróis, uma retroescavadeira, um caminhão exclusivo e outro que não é lotado em seu setor, mas fica à disposição. Quanto aos recursos humanos, são 8 servidores na cidade e 7 conservas rurais nas comunidades: Paiol/Boa Vista, Sobrado, Barreiro, Morro Alto, Miranda e Fundão. O edil então indagou se a quantidade é suficiente e o orador disse que a Prefeita estuda a possibilidade de contratar mais quatro ou cinco trabalhadores para dar manutenção nas estradas onde não há conservas. Sirley pediu ao secretário que passe a informar os edis sobre os planejamentos da pasta. O parlamentar também mencionou alguns requerimentos que expediu, nos quais pedia providências para as estradas das comunidades rurais: Folha Larga (via bairro Rosário de Cima), Córrego Grande, Cachoeirinha, Barreiro e Morro Alto. RONALDO DE PAULA GONÇALVES solicitou ao secretário que interceda no Morro das Pedras, a fim de reabrir espaço nas laterais das porteiras para a passagem de veículos com tração animal, como acontecia anteriormente. Antônio disse que, caso isso esteja acontecendo na estrada principal, acionará o departamento jurídico do Executivo para saber o que pode fazer a respeito. O vereador também apresentou reclamações de moradores quanto ao mau estado das estradas que levam aos povoados Chalé e Miranda. Ele finalizou dizendo que buscará o apoio do deputado ao qual representa, para custear novas obras na zona rural. Indagado, pela vereadora LORENA APARECIDA DE FÁTIMA SILVA, se haveria uma maneira de realizar obras mais duradouras nas estradas, Andrade respondeu que a extensão da malha viária, as particularidades de cada trecho e a própria estrutura da Secretaria de Obras inviabilizam soluções definitivas. EDERSON DE SOUZA DA SILVEIRA pediu ao secretário que dê atenção às estradas de Félix dos Santos, Cachoeirinha e do Vicente Italiano. O parlamentar REINALDO CORREA DOS SANTOS quis saber sobre a utilização das fresas de asfalto da BR-381 nas estradas rurais. O orador respondeu que atualmente a coleta do resíduo é muito burocrática. O secretário e o vereador EDERSON DE SOUZA DA SILVEIRA relataram que a concessionária responsável pela rodovia exige, atualmente, que o motorista do caminhão e o operador que recolhe o material façam um curso e sejam aprovados em uma prova escrita. “REI” disse que emitirá alguns pedidos de informação para saber mais sobre essa conduta. ANDRÉ LUIS DA SILVA indagou se existe alguma estrada rural cujo fluxo seja mais relevante para o município. O secretário respondeu que procura dar a todas a mesma atenção, porém, as vias de maior fluxo costumam apresentar mais demandas. Os edis CLEYTON MURILO DA SILVA e GILMAR SEBASTIÃO CÂNDIDO perguntaram se existe um planejamento para intervir preventivamente nas estradas, durante o período de estiagem. O secretário afirmou que havia, no entanto, a programação deve ser revista por causa dos imprevistos enfrentados desde a sua elaboração. ADILSON JOSÉ DA SILVA reforçou um pedido que havia feito por requerimento. No documento, ele solicitava patrolamento e cascalhamento para a estrada do aeroporto, assim que findar a estação chuvosa. GILMAR SEBASTIÃO CÂNDIDO questionou se a pasta continuará atuando nos galhos das estradas rurais. Antônio garantiu que sim, na medida do possível. Na sequência, o edil disse que a estrada do lixão está em péssimas condições. O orador contou então que realizou uma medida paliativa na via, já que não podia usar uma máquina em pleno período chuvoso. Depois, questionado pelo vereador sobre a situação do maquinário, o secretário confirmou que a retroescavadeira está recebendo uma reforma geral. Em seguida, o parlamentar enfatizou que também está inoperante a patrol cuja aquisição gerou um processo judicial. O Presidente do Legislativo, ANTÔNIO ANANIAS DE SOUSA, ponderou que nenhum Prefeito investiu como deveria na zona rural. Ele declarou que é necessário fortalecer o compromisso do poder público com as comunidades e alertou para a necessidade de se ampliar a aparelhagem e o quadro de funcionários da Secretaria Municipal de Infraestrutura Rural. GERALDO NICÁCIO JÚNIOR enumerou alguns problemas que tem presenciado em suas andanças de bicicleta pela zona rural. Segundo ele, necessitam de reparos as estradas das comunidades Jupira, Paiol, Boa Vista e Brasilândia; as pontes de Ferro, do Fundão e da Aguadinha; e o Pontilhão de Areia. “JUNINHO” adiantou que requisitará à Prefeita a aquisição de um rolo compressor para melhorar a qualidade das vias. O secretário concluiu sua explanação solicitando o apoio dos vereadores. Antônio espera que eles possam angariar recursos para a Infraestrutura, por meio dos seus correligionários na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.


© 2021 - Desenvolvido por Lancer