Você está em: Notícias»DIRETOR DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E EPIDEMIOLÓGICA É CONVOCADO PARA ESCLARECER SOBRE O AUTO ÍNDICE DE CASOS DE DENGUE NO MUNICÍPIO.

DIRETOR DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E EPIDEMIOLÓGICA É CONVOCADO PARA ESCLARECER SOBRE O AUTO ÍNDICE DE CASOS DE DENGUE NO MUNICÍPIO.

DIRETOR DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E EPIDEMIOLÓGICA É CONVOCADO PARA ESCLARECER SOBRE O AUTO ÍNDICE DE CASOS DE DENGUE NO MUNICÍPIO.
DIRETOR DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E EPIDEMIOLÓGICA É CONVOCADO PARA ESCLARECER SOBRE O AUTO ÍNDICE DE CASOS DE DENGUE NO MUNICÍPIO. Na última reunião ordinária da Câmara Municipal, no dia 09 de maio, o orador: Célio Willian Ferreira Damasceno, Diretor de Vigilância Sanitária e Epidemiólogica, foi convocado por meio de ofício nº 219/2022, de autoria do vereador Sirley Clécio da Silveira, para prestar esclarecimentos em relação ao aumento de casos de dengue e de aparições de diversos animais peçonhentos, como os escorpiões. Orador destacou o alto índice de casos de dengue no município, e atualmente conta com uma equipe de 32 agentes trabalhando dentro do PNCD ( Plano Nacional de Combate a Dengue), e que estão sendo ajustadas semanalmente conforme a necessidade do município. O diretor, informou que atualmente foram notificados 67 casos confirmados, e que a equipe de agentes sanitários faz o atendimento rápido em um prazo de 24 horas da data da notificação, e ressaltou da importância do atendimento neste período, para evitar a proliferação da doença. Foram disponibilizados canais de atendimento, uma plataforma dentro do site da secretaria de saúde, e o atendimento via Wastspp, além do atendimento nos postos de saúde. Assim que a Vigilância Sanitária recebe a notificação, é feita uma avaliação de campo em um raio de 300 metros de distância da residência do morador que contraiu a dengue, o agente na sequência faz a visita domiciliar, mutirão de limpeza e aplicação de inseticida. O propositor questionou o diretor, como é feito a notificação do caso, quando o morador opta por fazer exames em laboratórios particulares. Respondendo ao questionamento do propositor, o orador disse que os laboratórios particulares, deverá comunicar imediatamente ao órgão de competência. Questionado sobre o quadro de servidores disponíveis, o orador informou que solicitou ao Executivo, 8 servidores que serão capacitados para executar as demandas neste período de maior proliferação da doença. Os demais edis, questionaram o Diretor em relação aos terrenos e propriedades privadas que estão sujos, como é feito as notificações para a limpeza e se estão sendo cumpridas. Segundo o orador, as notificações são feitas baseadas em Legislação, e que possui um agente intermante para efetuar as notificações que é em média de 30 a 50 lotes por dia. Os edis ainda destacaram, as aparições frequentes de animais peçonhentos como os escorpiões em diversas residências do município e questionaram o diretor quanto ao Planejamento de combate a disseminação desses animais. Na sequência, o orador respondeu que é feita a monitoração da área, são coletadas informações com os moradores, e que é adotado o trabalho braçal de limpeza e recolhimento destes animais, que são encaminhados para instituições de estudo. Por fim, o Diretor ressaltou que possui parcerias com empresas privadas que estão preocupadas em ajudar no combate a doença, será feito também um planejamento de campanhas educativas em parceria com a secretaria de saúde, escolas públicas e privadas, Polícia Militar, são ações realizadas para que a população possa colaborar e assim evitar os altos índices nos períodos de maior contaminação. Por: Adriana Figueiredo


© 2022 - Desenvolvido por Lancer